PREVISÃO DO TEMPO
Lima Duarte-MG Hoje (18/05) Tempo limpo
16°
15°/26° cloudMin/Max - Dom (19/05)

Sua Visita

Circuito das Águas

Circuito do Pião

Circuito Janela do Céu

Anterior Próximo

Anterior Previous Próximo Next

Acesse aqui a tabela de preços

 

O parque


Derivada do tupi-guarani, “Ibitipoca” significa “Serra estourada”, devido ao grande índice de raios ou de grutas na região. Atualmente, este é um dos Parques Estaduais mais visitados no Estado de Minas Gerais, sendo também admirado em todo o território nacional.

Situado no coração da Serra do Ibitipoca, sendo uma ramificação da Serra da Mantiqueira, o Parque Estadual do Ibitipoca é uma área protegida, com 1.488 hectares, dividindo as águas dos rios Grande e Paraíba do Sul.

Nele, os visitantes podem encontrar uma ampla área verde, pertencente ao Domínio Atlântico (Bioma Mata Atlântica), composta por florestas nebulares. campos de altitude e campos rupestres, que se desenvolveram em espaços rochosos.

Entre as espécies comuns no local, destacam-se as charmosas bromélias e orquídeas, além de samambaias e os imponentes cactos. Em sua extensão, é possível avistar candeias, que são constantemente cobertas por líquens em tons de verde intenso: os chamados “barba-de-velho”.

As belezas naturais não terminam por aí. Ao caminhar entre as suas formações vegetais, encontramos cachoeiras e piscinas naturais, muito apreciadas pelos turistas. Em alguns casos, e graças à forte correnteza, existem ainda escavações, que criam passagens subterrâneas repletas de mistério, como a Ponte da Pedra.



A fauna

Por se tratar de uma área protegida, o Parque Estadual do Ibitipoca é um verdadeiro paraíso para aqueles que desejam avistar uma fauna rica, composta por espécies que estão ameaçadas de extinção.

Entre a rica fauna existente no Parque, vivem o o Lobo Guará, a Onça Parda e o Sauá, além do Macaco Barbado, o Quati, o Papagaio-do-peito roxo e o Andorinhão-de-coleira falha.

A observação da fauna, com foco nas aves, é uma das atividades de ecoturismo que, a cada dia, vem conquistando o coração dos visitantes do Parque Estadual do Ibitipoca – certamente um dos mais belos recantos naturais do Brasil.

Perguntas Frequentes


Partindo de Belo Horizonte, seguir a BR-040 no sentido Rio de Janeiro, antes de Juiz de Fora acessar o trevo para a BR 267 seguindo para Lima Duarte. De Lima Duarte, seguir para o Distrito de Conceição de Ibitipoca por 26 km em estrada não-pavimentada. Do Distrito de Conceição de Ibitipoca ao parque são mais 3km de estrada calçada.
Existe outro acesso que é feito também pela BR 040, seguindo até o trevo de Barbacena. Seguir pela MG-338 sentido Ibertioga e, após esta cidade, continuar por 45 Km em estrada não pavimentada passando por Santa Rita do Ibitipoca até o trevo entre o Parque e Conceição do Ibitipoca. Atenção à sinalização neste trecho pois existem muitos cruzamentos.
OBS.: A sinalização para o parque existe a partir de Lima Duarte e na BR 267.

O parque está aberto de terça a domingo, inclusive em feriados, das 7h às 17h.

Os valores dos ingressos são:

De terça a sexta-feira:

  • Inteira  – R$25,00
  • Meia-Entrada – R$12,50

Sábados, domingos e feriados:

  • Inteira  – R$30,00
  • Meia-Entrada – R$15,00

O valor da diária para o uso da infraestrutura é:

• Área de camping: R$ 60,00 por pessoa com o acesso ao parque incluído.
• Auditório – conforme horário de funcionamento da unidade: R$ 500,00

Ingresso Isento – Entrar em contato através do nosso atendimento via WhatsApp (32) 99861 – 8829 ou e-mail contato.ibitipoca@parquetur.com.br. (Terça a Domingo e feriados, das 07h às 17h)
Desistência, cancelamento de ingresso: Estas informações estão presentes no Voucher

A reserva é realizada automaticamente mediante compra de ingresso em nosso site.

O camping tem capacidade para até 30 barracas, cuja diária inclui o ingresso para o dia de entrada no camping. Ao realizar a compra através do site, a reserva, por pessoa, é realizada automaticamente.

O check in acontece das 7h às 16h e o check out até às 8h.

São aceitas reservas aos domingos com saída na segunda.

O valor cobrado pelo estacionamento é R$20,00 para motocicletas, R$ 25,00 para veículos com até 7 pessoas de 3a a 6a feira, R$ 30,00 para veículos até 7 pessoas aos sábados, domingos e feriados e R$ 65,00 para veículos para mais de 7 pessoas (como vans e ônibus).

O Parque possui 50 vagas de estacionamento para o público em geral, sendo possível comprar online de acordo com disponibilidade e até 50 vagas preferenciais que podem ser adquiridas direto em nossas bilheterias.

Ao realizar a compra através no site, a reserva é realizada automaticamente.

 

Você pode comprar seu ingresso através do site. Clique Aqui
Ou então na bilheteria (de acordo com a disponibilidade diária) do parque que fica na portaria principal, no endereço: Parque Estadual do Ibitipoca, Distrito de Conceição de Ibitipoca – Lima Duarte/MG, CEP 30140-000.

O ingresso adquirido pode ser utilizado em até 90 dias após a data agendada para visita ao Parque, desde que as regras de reagendamento sejam respeitadas.

Caso haja a necessidade de cancelar um pedido, entre em contato com a Central de Atendimento.

Crianças com até 05 (cinco) anos são isentas das taxas de entrada apresentando documentação comprovatória.
Estudantes e maiores de 60 (sessenta) anos, com a apresentação de documentação comprovatória devida, pagam meia entrada para visitação ao Parque.

O Parque Estadual do Ibitipoca tem uma capacidade diária de 1.000 visitantes. As vendas ocorrem de forma on line e também na bilheteria.
A quantidade de ingressos para venda direta na bilheteria depende da disponibilidade de vagas do dia.
Os agendamentos realizados anteriormente, em antiga plataforma, possuem validade e estão computados como vagas preenchidas.

O parque possui o Restaurante Limoeiro, com opções de comida caseira, prato feito e self-service, além de lanchonete para lanches rápidos e café da manhã.
Ele está localizado a 50 metros do estacionamento principal, e é por onde se inicia as trilhas do Circuito do Pião e das Águas.

– Funcionamento Restaurante das 11h às 17h (horário estendido após fechamento do Parque aos usuários do Camping)
– Funcionamento Lanchonete das 7h às 17h (horário estendido após fechamento do Parque aos usuários do Camping)

Importante: É proibido o consumo de bebida alcoólica nas trilhas e atrativos no interior do Parque, é permitido somente no restaurante.

O parque oferece área de camping para até 30 barracas e chuveiro com água quente.

Todas as trilhas abertas à visitação no parque podem ser feitas de forma autoguiada. Porém, a contratação de guias e condutores credenciados pela unidade enriquece mais ainda o passeio, além de transmitir mais segurança aos visitantes.

E vedada a realização de serviço de condução de visitantes no Parque sem autorização. Somente condutores/guias CREDENCIADOS NO PEIB estão autorizados para realizar este serviço. Sujeito a penalidades.

Essa contratação deve ser feita diretamente entre o turista/visitante e o guia.

Clique aqui e consulte os guias credenciados.

O parque é dividido em três circuitos: Circuito das Águas, Circuito Janela do Céu e Circuito do Pião. As trilhas são estruturadas para facilitar o acesso aos atrativos e contribui para a conservação e manutenção das áreas naturais.

Os atrativos que compõem o Circuito das Águas são de fácil acesso. Ao longo da trilha existem mirantes que foram instalados como forma de promover segurança e conforto ao visitante, além de possibilitar a contemplação da paisagem. O circuito possui cerca de 5 Km de extensão com grau de dificuldade médio abaixo, dependendo do atrativo e das condições físicas do visitante.

Atrativos do Circuito das Águas:

Prainha
Liquidificador
Gruta dos Gnomos
Lago das Miragens
Raia das Ninfas
Poço Dourado
Ponte de Pedra
Cachoeira dos Macacos
Paredão Santo Antônio
Prainha das Elfas
Lago Negro
Duchas
Lago dos Espelhos

O Circuito do Pião possui grau de dificuldade médio, pois é um circuito longo, com muitas subidas. Esse circuito tem aproximadamente 10 km de extensão podendo ser visitado juntamente com o circuito Janela do Céu.

Atrativos do Circuito do Pião:

Gruta do Monjolinho
Gruta do Pião
Pico do Pião
Gruta dos Viajantes
Cachoeira do Encanto
Poço do Campari
Pedra Furada

O Circuito Janela do Céu é o que possui maior grau de dificuldade por ser o mais longo do parque, totalizando 16 quilômetros de percurso.

Atrativos do Circuito da Janela do Céu:

Pico do Cruzeiro
Gruta da Cruz
Lombada, ponto mais alto do parque com 1784 metros
Gruta dos Fugitivos
Gruta dos Três Arcos
Gruta do Moreiras
Janela do Céu
Cachoeirinha

O parque conta com diversas grutas em todos os seus Circuitos:
No Circuito Janela do Céu = Gruta da Cruz, dos Fugitivos, dos Três Arcos e dos Moreiras
No Circuito das Águas = do Coelho, dos Gnomos e Ponte de Pedra
No Circuito do Pião = Monjolinho, Pião e Viajantes

Veja abaixo orientações importantes para a visita em cavernas:
• Não entrar sem guia, principalmente no caso não conhecer muito bem os caminhos da caverna.
• Usar capacete, botas e lanterna (com ao menos uma de reserva).
• Usar macacão ou calça comprida e camisa de manga resistentes.
• Levar agasalho e sugere-se usar luvas.

Antes de visitar uma caverna, é importante que conheça os riscos:
• Desplacamento e queda de blocos ou lâminas do teto ou das paredes da caverna.
• Quedas por escorregamento ou perda de equilíbrio.
• Ficar perdido.
• Acidentes resultantes da falta de equipamento e vestuário adequados.
• Presença de animais peçonhentos.

O Centro de Visitantes está localizado a 1, 2 km da portaria e a 300 metros do estacionamento do parque. Conta com banheiros adaptados para cadeirantes, auditório para 50 pessoas, e bebedouro. Além de uma maquete onde o visitante pode se orientar e visualizar as dimensões da unidade. Possui também painéis interativos, onde podem ser visualizada informações sobre a fauna, flora e história da unidade e entorno.

O parque possui as seguintes estruturas e equipamentos:
• Portaria 24 horas;
• Centro de Visitantes com auditório com capacidade para 50 pessoas;
• Estacionamento com capacidade para 50 veículos;
• Trilhas estruturadas e sinalizadas em português e inglês;
• Alojamentos para pesquisadores;
• Área para camping com capacidade para 30 barracas;
• Churrasqueiras em quiosques;
• Vestiários masculino e feminino e área de lavanderia;
• Restaurante e lanchonete;

Você é responsável por sua segurança, portanto, para evitar danos, transtornos e acidentes, indicamos cumprir com as orientações especificadas pelo Parque.

– O visitante deve ter condições físicas para percorrer toda trilha, ida e volta.
– Use calçados, vestimentas e equipamentos adequados para trilhas.
– Siga a sinalização, ande somente nas trilhas. Não utilizar atalhos e/ou áreas interditadas.
– Não é permitido adentrar no Parque com animais domésticos.
– O uso de drones só é permitido para fins não recreativos e necessita de autorização prévia. Para isso, entre em contato através de nossos canais de atendimento.
– Não provoque estampidos, gritos e barulhos que possam perturbar a fauna local. Ouvir músicas somente com fone de ouvido. Não perturbe os demais visitantes.
– É proibido acender fogueiras e soltar balões.
– Não jogue lixo de qualquer espécie nas trilhas e nos locais de acampamento. Todo lixo produzido pelos visitantes deve obrigatoriamente ser por eles recolhido e trazido de volta, ou depositado nas lixeiras existentes.
– Utilize os banheiros do Parque, não deixe fezes e papéis higiênicos nas trilhas.
– É proibido o porte de toda e qualquer arma branca (faca com mais de 12cm de lâmina) e/ou de fogo, inclusive atiradeiras, armadilhas, facões, foices e similares.
– Não é permitido coletar plantas, flores, sementes, pedras e outros elementos naturais.
– É proibido gravar nomes, datas ou sinais nas pedras, árvores, imóveis, placas ou outros bens do Parque.
– Não alimente ou moleste animais silvestres.
– Não faça totens com pedras. Deixe-as onde estão.
– É proibido o consumo de bebida alcoólica nas trilhas e atrativos no interior do Parque.
– Não é permitido fazer saltos nos poços e cachoeiras.

A não observância das regras do parque configura desobediência e poderá incidir em penalidades (Lei de Crimes Ambientais – Lei nº 9.605/98)

O Parque recebe de forma gratuita:

Professores de instituições de ensino, quando em visita para realização de atividades de educação ambiental e em atividades curriculares, em dias úteis, desde que previamente agendadas e de acordo com a disponibilidade da UNIDADE DE CONSERVAÇÃO;

Estudantes de instituições públicas, quando em visita para realização de atividades de educação ambiental e em atividades curriculares, em dias úteis, desde que previamente agendadas e de acordo com a disponibilidade da UNIDADE DE CONSERVAÇÃO.

E-mail para agendamento: contato.ibitipoca@parquetur.com.br

Acompanhe nosso site e redes sociais para saber a programação de atividades realizadas no parque e na Vila de Conceição do Ibitipoca.

Sua Visita

Encante-se e aproveite
cada minuto dessa
experiência.

Além de uma beleza natural única e estonteante, o Parque Estadual do Ibitipoca dispõe de diferentes atividades para os seus visitantes.

São opções perfeitas para os turistas se aproximarem da natureza, praticarem exercícios físicos e relaxarem em família, com toda a tranquilidade e segurança.

Infraestrutura

Pensando em tornar o passeio mais acessível, o Parque possui um Centro de Visitantes onde é possível conferir o mapa e a maquete da região, bem como adquirir informações precisas sobre as trilhas. Este também é um ambiente perfeito para fazer uma refeição, mantendo o corpo preparado para o início dos circuitos.

Confira a infraestrutura completa:

 

• Centro de Visitantes
• Auditório
• Estacionamento para 50 veículos
• Trilhas sinalizadas em português e inglês
• Área de camping para 30 barracas
• Churrasqueiras em quiosques
• Vestiários e lavatório
• Sanitários
• Lanchonete e restaurante
• Loja de souvenires
• Enfermaria

O Parque Estadual do Ibitipoca conta com uma lista de condutores de visitantes cadastrados pelo Instituto Estadual de Florestas (IEF), responsáveis por auxiliar os turistas e garantir a melhor experiência durante a visitação. Entre as suas funções, destacamos: prezar pela segurança, oferecer informações e orientar as pessoas sobre as melhores práticas no local.

 

Atrativos

Confira aqui informações e descritivo de todos os Atrativos do Parque.

O parque é dividido em três circuitos: Circuito das Águas, Circuito do Pião e Circuito Janela do Céu. Todas as trilhas são estruturadas para permitir um acesso mais seguro aos atrativos e contribuir com a conservação e manutenção das áreas naturais.

 

Circuito das Águas

Este circuito possui um percurso mais curto, com 5,2km ida/volta e duração média de 5h, com subidas e descidas íngremes.

Ao longo da trilha existem mirantes que foram instalados como forma de promover segurança e conforto ao visitante, além de possibilitar a contemplação da paisagem.

• Prainha;
• Gruta dos Gnomos;
• Lago das Miragens;
• Poço Dourado;
• Raia das Ninfas
• Ponte de Pedra;
• Cachoeira dos Macacos;
• Paredão Santo Antônio;
• Prainha das Elfas;
• Lago Negro;
• Ducha;
• Lago dos Espelhos;





 

Circuito do Pião

Este circuito possui um percurso longo, com aproximadamente 9,5km ida/volta e duração média de 6h, com muitas subidas e descidas íngremes.

• Monjolinho;
• Gruta do Pião;
• Pico do Pião;
• Gruta dos Viajantes;
• Cachoeira do Encanto;
• Poço do Campari;
• Pedra Furada.




Circuito Janela do Céu

Esse circuito tem o limite para receber até 240 visitantes ao dia.

É um percurso mais longo, com 16km ida/volta, com subidas e decidas íngremes, que exige preparo físico por conta de sua duração.

• Pico do Cruzeiro;
• Gruta da Cruz;
• Lombada, ponto mais alto do parque com 1784 metros;
• Gruta dos Fugitivos;
• Gruta dos Três Arcos;
• Gruta do Moreiras;
• Janela do Céu;
• Cachoeirinha;

Mais informações sobre a Classificação das trilhas no link abaixo:
CLASSIFICAÇÃO DOS PERCURSOS (TRILHAS) DO PARQUE ESTADUAL DO IBITIPOCA






Mapas

Os mapas do plano de manejo estão disponíveis aqui.

 

Regras e Orientações

O Parque Estadual do Ibitipoca é o parque mais visitado do Estado de Minas Gerais e foi considerado o terceiro melhor Parque da América Latina pelos usuários do TripAdvisor, devido à sua estrutura e atrativos.

Em função de ações e iniciativas de gestão para proteção ambiental e buscando sempre manter a qualidade dos serviços prestados, oferendo excelência na experiência do visitante, o parque tem um limite de visitantes diário de até 1.000 pessoas. Especificamente para o Circuito Janela do Céu o limite é de até 240 visitantes ao dia.

Aqui preparamos algumas dicas e orientações para preparar sua visita ao parque:

· Você é responsável por sua segurança, portanto, para evitar danos, transtornos e acidentes, indicamos cumprir com as orientações especificadas pelo Parque

· O visitante deve ter condições físicas para percorrer toda trilha, ida e volta.

· Use calçados, vestimentas e equipamentos adequados para trilhas.

· Siga a sinalização, ande somente nas trilhas.

· Não utilizar atalhos e/ou áreas interditadas.

· Não é permitido adentrar no Parque com animais domésticos.

· O uso de drones só é permitido para fins não recreativos e necessita de autorização prévia.

· Não provoque estampidos, gritos e barulhos que possam perturbar a fauna local.

· Ouvir músicas somente com fone de ouvido.

· Não perturbe os demais visitantes.

· É proibido acender fogueiras e soltar balões.

· Não jogue lixo de qualquer espécie nas trilhas e nos locais de acampamento.

· Todo lixo produzido pelos visitantes deve obrigatoriamente ser por eles recolhido e trazido de volta, ou depositado nas lixeiras existentes.

· Utilize os banheiros do Parque, não deixe fezes e papéis higiênicos nas trilhas.

· É proibido o porte de toda e qualquer arma branca (faca com mais de 12cm de lâmina) e/ou de fogo, inclusive atiradeiras, armadilhas, facões, foices e similares.

· Não é permitido coletar plantas, flores, sementes, pedras e outros elementos naturais.

· É proibido gravar nomes, datas ou sinais nas pedras, árvores, imóveis, placas ou outros bens do Parque.

· Não alimente ou moleste animais silvestres.

· Não faça totens com pedras. Deixe-as onde estão.

· É proibido o consumo de bebida alcoólica nas trilhas e atrativos no interior do Parque.

· Não é permitido fazer saltos nos poços e cachoeiras.

A não observância das regras do parque configura desobediência e poderá incidir em penalidades (Lei de Crimes Ambientais – Lei nº 9.605/98)

Para terem como parâmetro, compartilhamos o seguinte link para conhecimento:


Termo de Ciência de Risco e Responsabilidade

 

TERMO DE CIÊNCIA DE RISCO E RESPONSABILIDADE

As áreas naturais apresentam riscos iminentes, tais como: desplacamento e queda de blocos rochosos, neblina forte ou cerração, cabeças d’água, hipotermia, choque térmico, locais escorregadios, pedras soltas, risco de entorse e fraturas, animais peçonhentos, plantas espinhosas e urticantes, ataque de animais silvestres, correntezas, afogamentos, tempestades, raios, queda de galhos de árvores, insolação, entre outros, sendo o visitante o maior responsável por sua segurança.

Esteja preparado para adversidades em caso de acidentes/incidentes. Atenção especial às condições climáticas da montanha (geralmente faz frio).

O Parque não possui serviço de resgate, portanto, não se arrisque. Geralmente o resgate é demorado. Em caso de acidentes/incidentes dirija-se à sede ou portaria do parque, ou ligue para Atendimento Móvel de Saúde/SAMU 192 ou para Resgate do Corpo de Bombeiros 193.

Verifique se existe sinal da sua operadora de celular no Parque, pois a cobertura, quando existe, varia em cada ponto.

Recomendamos que seja contratado um guia ou condutor turístico credenciado pelo Parque! Sua visita será mais segura, além de poder conhecer melhor o Parque. A equipe do Parque é preparada para auxiliar os visitantes, manter a limpeza e tranquilidade.

Colabore e respeite-a!



 

Como chegar

Partindo de Belo Horizonte, seguir a BR-040 no sentido Rio de Janeiro, antes de Juiz de Fora acessar o trevo para a BR 267 seguindo para Lima Duarte. De Lima Duarte, seguir para o Distrito de Conceição de Ibitipoca por 26 km em estrada não-pavimentada. Do Distrito de Conceição de Ibitipoca ao parque são mais 3km de estrada calçada.

Existe outro acesso que é feito também pela BR 040, seguindo até o trevo de Barbacena. Seguir pela MG-338 sentido Ibertioga e, após esta cidade, continuar por 45 Km em estrada não pavimentada passando por Santa Rita do Ibitipoca até o trevo entre o Parque e Conceição do Ibitipoca. Atenção à sinalização neste trecho pois existem muitos cruzamentos.

OBS.: A sinalização para o parque existe a partir de Lima Duarte e na BR 267.

Quem já visitou?